DE4- 2015 #1 – Entrevista Alison “Baratinha”

Marca - LOP-BR - Organizada Positivo

Fala aí povo de Arceus!

Então, a LOP-RJ está começando hoje uma série de entrevistas e análises de times pra lá de especiais. Sabemos que demorou um pouco, mas depois de entrar em contato com muita gente, conseguimos finalmente as entrevistas e os times que os maiores jogadores do país usaram no ultimo DE4. Nas próximas semanas teremos entrevistas e times dos integrantes da E4 e teremos também os times dos campeões do torneio e dos que juntaram as oito insígnias para tentar chegar ao topo e derrotar o atual campeão Yan Sym.

Sem mais conversa, vamos começar com um dos mais novos integrantes da E4. Ele mora no Rio de Janeiro, têm 21 anos e ganhou muito destaque no cenário atual do jogo.

Vamos dar um olhada no membro da Elite dos 4 Alison “Baratinha”.

LOP-RJ: Qual o seu nome, idade, estado, cidade e nick?baratinha_perfis

BARATINHA: Meu nome é Alison Vilela Pereira, tenho 21 anos e nasci no Rio de Janeiro, onde moro até hoje. É difícil falar sobre a questão de apelido já que dependendo do lugar sou chamado de maneiras diferentes: para os membros da LOP-RJ sou o Baratinha, porém para os jogadores da Internet a maioria me conhece como Miles Tails.

LOP-RJ:Qual(s) o(s) seu(s) Pokémon favorito(s)?

BARATINHA: Latias.

LOP-RJ: Como começou o seu interesse em jogar Pokémon?

BARATINHA: Tudo começou quando um primo me deu um CD cheio de jogos. No entanto, apesar de jogar todos os dias os jogos que continham ali, eu não sabia que dentro do mesmo tinha uma pasta com o emulador de Game Boy Advance e uma Pokémon Gold. Por acaso acabei encontrando o jogo enquanto dava uma olhada nos outros jogos e emuladores que ali estavam. Foi assim que conheci Pokémon. Meu interesse pelo competitivo começou bem depois, após conhecer melhor o jogo e comprar o meu próprio Game Boy Advance. Estava na porta de casa jogando e por acaso o meu vizinho passou e viu. Ele me apresentou a LOP e a partir disso eu comecei a ter um interesse muito maior pela competição dentro deste belo jogo.

LOP-RJ: Há quanto tempo você joga competitivamente?

BARATINHA: 7 Anos.

LOP-RJ: Esse ano você foi convidado a fazer parte da E4. Como foi essa trajetória?

380BARATINHA: Foi bem complicada. Eu fiquei cerca de dois anos afastado do jogo quando no final de 2012 procurei o meu amigo e também membro da E4 Luiz Claudio (Xaruto), dizendo que estava com vontade de voltar a jogar. Ele me deu todo o apoio e se ofereceu para encomendar uma Pokémon White 2 para mim, sendo que eu já havia adquirido um 3DS. Dito e feito: a Pokémon White 2 foi comprada e eu logo fui participar da LOP de Dezembro daquele ano. Infelizmente fui eliminado na primeira fase, mas não desanimei e continuei a me esforçar. No ano seguinte, consegui um grande destaque não só dentro da LOP como também no cenário competitivo brasileiro: consegui uma vaga no time brasileiro do Smogon (o Team Brazil, mais conhecido como Banana Meteor) e fui um dos jogadores a representar o nosso país naquele ano na Smogon World Cup. Contudo, não foi só no Smogon que consegui maior visibilidade. Naquele mesmo ano eu consegui vencer inúmeras competições da LOP de forma consecutiva, chamando a atenção de todos. Aquele com certeza foi o ano que o cenário competitivo abriu as portas para mim.

Em 2014 eu acabei entrando no grupo de Gym Leaders da LOP-RJ e tive uma ótima campanha perdendo apenas uma das 4 defesas de ginásio que realizei naquele ano. 2014 também foi um ano muito especial para mim porque a minha popularidade como jogador aumentou muito e hoje eu sou um dos nomes mais conhecidos do cenário brasileiro. Enfim, chegamos a este ano, em que tive a alegre surpresa de receber o convite para fazer parte da Elite dos 4. Foi um choque no começo, afinal é o sonho de qualquer jogador de LOP estar neste posto.

LOP-RJ: No que você mais gosta em jogar Pokémon e ser conhecido como um dos maiores jogadores do país?

BARATINHA: O que me faz jogar esse jogo até hoje é o fato dele te forçar a pensar muito. Em um único turno de uma partida é possível perceber várias possibilidades de jogadas e você tem que em alguns poucos minutos decidir a melhor escolha que pode influenciar no resultado da partida.

Sobre o reconhecimento, é uma ótima sensação ver que hoje o fato de você ter corrido atrás e se dedicado ao jogo para conseguir seu espaço tenha se concretizado. A sensação de ver as pessoas falarem sobre você e pedirem conselhos sobre o jogo é incrível.

LOP-RJ:Quais são suas expectativas para o ano que vem, já que possivelmente teremos lançamento de uma nova geração ou de mais uma parte de XY, o que você espera?

BARATINHA: Eu espero que a Game Freak tente balancear mais o jogo. Omega Ruby & Alpha Sapphire é totalmente ofensivo e, apesar de ser o meu estilo favorito de jogo, isso limita muito as possibilidades de jogo e isso é algo que não agrada a ninguém. Torço para que as possíveis novas versões melhorem isso.

LOP-RJ:O que você acha do metagame atual?

BARATINHA: ORAS é um metagame que teve como objetivo melhorar o que havia em X & Y. No entanto, apesar de ter trazido muita coisa nova ele não conseguiu fazer o que era esperado, que era um balanceamento maior no metagame. Infelizmente é um metagame muito ofensivo e principalmente muito baseado em Team Matchup (a combinação de efetividades de um time contra o outro).

LOP-RJ:Sobre o DE4, quais são os seus comentários sobre o evento e os treinadores que estiveram no desafio deste ano?

BARATINHA: O DE4 foi incrível e encontrei muitas pessoas legais de vários estados diferentes que estavam ali para vencer e fazer o seu melhor.

LOP-RJ:Sobre os desafios que você enfrentou, quais os seus comentários sobre os treinadores e os times que eles usaram?

BARATINHA: É complicado falar sobre esse assunto porque este DE4 foi difícil para mim. Os jogadores tinham se preparado muito para aquele torneio e mostraram ser bastante capazes, tanto que todos conseguiram passar por mim. Infelizmente isso aconteceu e por mais que muitas dessas lutas tenham sido perdidas porque a sorte estava contra mim, isso não tira o mérito de nenhum deles já que eles provaram que mereciam estar ali.

Confira os resultados do último DE4, realizado em São Paulo.

LOP-RJ: Deixe uma mensagem para os treinadores.

BARATINHA: Se esforcem, estudem o jogo, busquem sempre se atualizar. Pokémon é um jogo que quanto mais esforço você coloca, melhor você vai ficar com o passar do tempo.

——————————————————-

Essa foi a nossa primeira entrevista sobre os membros da E4 e nessa sexta teremos um dos times que usou no DE4. Até lá.

Anúncios

Sobre zurukparabous

I'm fan and sincere
Esse post foi publicado em DE4 2015 e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s