Perfis LOP-BR #022 – Daniel Amado

Olá treinadores! Hoje estarei atualizando a nossa seção de perfis da LOP-BR, ilustrando mais um de nossos gym leaders: Daniel Amado. Seu passado na LOP é cheio de histórias e polêmicas, porém, vou deixar essas coisas para você mesmo perguntar a ele quando estiver enfrentando nosso líder pela insígnia… Hoje vamos conhecer ele um pouco mais, confira!

perfis cópia

Nome: Daniel De Almeida Amado Pacheco

Apelido: Amado

Idade: 21

Insígnias da LOP-BR: 6

Insígnias da LOP-On: 0

Pokémon Favorito: Blissey

Tipo Favorito: Normal

S10609036_513301982134066_1945116717_ne for para definir o estilo de jogo deste líder com uma palavra, eu diria… “Imprevisível”.
O motivo? Seus times estão repletos de estratégias únicas que eu duvido que você não vá se surpreender, e quando isso acontecer, já vai ser tarde demais.
Amado começou a jogar pokémon em 2002, quando tinha apenas nove anos de idade, começando pela saudosa versão silver, Graças a grande febre que pokémon era nesta época. Daniel diz que ainda não se esqueceu da vez que assistiu o episódio de estréia do anime, e obviamente, os jogos de Game Boy proporcionavam uma experiência igual.
Sua jornada de fato se iniciou graças a um amigo que acompanhava a nintendo world e o convidou para um torneio da LOP, entretanto, por causa da complexidade das mecânicas de jogo, Daniel preferiu apenas assistir os jogos ao invés de participar. Com o tempo ele foi criando amizades, e estas pessoas o ajudaram a trabalhar seus times, montar estratégias e utilizar simuladores, algo que influenciou bastante seu estilo de jogo atual.

Daniel Amado começou a ganhar seu espaço na LOP em 2012, com apenas 6 meses de participação, conseguiu ficar em terceiro lugar no rank da LOP-RJ e também na libertadores aonde utilizou um Tyranitar com thunder (isso mesmo, t-tar com thunder), pegando um Politoed desprevenido, eu estava naquele dia e assim como eu, acredito que ninguém vai se esquecer dessa jogada que só contribuiu pra fama desse nosso gym leader.
Jogando na LOP-RJ, Daniel adota estratégias únicas que normalmente tendem para o stall e seu objetivo é juntar oito insígnias para poder desafiar a Elite Four.
Por último, deixo a vocês a mensagem de Amado para os leitores:
Pokémon fracos. Isso é apenas a percepção egoísta das pessoas.Treinadores realmente habilidosos deveriam tentar vencer com os seus favoritos” Embora esta frase não seja minha, mas sim da E4 Karen de GSC é nisso que eu acredito. Treinadores realmente bons não se limitam a usar apenas os pokémon das listagens de OU e sim utilizam pokémon que gostam ou aquele pokemon incomum/imprevisível que por mais que aparentemente não tenha muita utilidade consigam fazer com que seja uma dor de cabeça para o adversário.
Ou seja NÃO TENHAM MEDO DE INOVAR. O elemento surpresa pode ser sua maior arma em uma batalha.

E então, o que acharam? Já enfrentaram o Daniel alguma vez? Se sim, te garanto que teve uma surpresa ao ver aquele inofensivo pokémon da tier NU dando dentro com seu sweeper! Fique ligado para mais entrevistas para conhecer nossas celebridades!

Anúncios
Esse post foi publicado em LOP 2014, Perfis LOP Br. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s